E se seu condomínio incluísse Ovos?

Ok. Morar na natureza é lindo e tomar banho no rio é sensacional. Mas ficar sem infraestrutura é extremamente cansativo. E depois de 30 dias sem água encanada trocaria o rio Nilo por uma pia e uma geladeira. E saímos da fazenda felizes e maravilhados com coisas simples como pia e chuveiro.

Aliás, um dos momentos mais felizes desta viagem, foi o dia que descobrimos uma piscina em Durham que tinha ducha quente. Eu e a Vê riamos que nem dois retardados pelo simples fato de estarmos tomando banho de água quente.

Por outro lado, não dá para simplesmente voltar pra cidade e ignorar que em um mês de fazenda produzimos menos lixo que a gente produziria em três dias na cidade.

Mas o que faziamos com o Lixo?

O lixo era dividido em várias categorias.

Orgânico I Orgânico II Papel Vidro Plástico
Grãos, farelos e comida cozida.Essa era parte da comida das galinhas e garantia os nossos ovos do café da manhã. Vegetais, cascas de frutas, etc…
Essa arte ia para a compostagem e depois de 3 meses voltava pra terra.
Compostagem! Foi novidade pra mim. Mas vários tipos de papéis podem ir pra compostagem. Aliás, a lista de coisas que podem ser compostadas é gigante. Até camisinha pode… Os potes eram reutilizados para guardar geléias e chutneys. Essa era a forma de guardar o excesso da produção de frutas e verduras (lembra que eles não tinha geladeira) Eles tentavam reutilizar potinhos de yogurte mas o plástico é sempre um problema… Ainda assim, a quantidade produzida era bem pequena.

 

E a merda?

Banheiro de compostagem

Banheiro de compostagem

Sim. E a merda? Viver na fazenda sob os princípios da permacultura nos fez perceber outro dos grandes problemas: O consumo excessivo de água. Na fazenda, nos 3, passávamos o dia tranquilamente com mais ou menos (na maioria dos dias menos) 10 litros de água. Verdade que o banho era meio “comedido” mas, tirando isso, dava tranquilo. Sabe o que são 10 litros de água dia a dia da cidade? Uma descarga!

E pior que isso, você não simplesmente gasta uma quantidade gigante por descarga. Você contamina todos os litros desta água potável com seus lindos dejetos.

Na fazenda, utilizávamos o banheiro de compostagem. Um nome lindo para um buraco no chão cheio de moscas que faria executivos de maketing da Activia se descabelarem se todas as pessoas comessassem a utilizá-lo, vistos os benefícios inegáveis que a posição de cócoras trazem para a operação do sistema digestivo.

Enfim, se você quer se aprofundar no assunto tem mais aqui:

http://tedxamazonia.com.br/posts/view/o-medo-da-merda

 

E como ser sustentável nas grandes cidades?

Além disso, na própria fazenda conhecemos algumas idéias do movimento de Cidades de Transição. Criado pelo inglês Rob Hopkins com o objetivo de transformar as cidades em modelos sustentáveis, menos dependentes do petróleo, mais integradas à natureza e mais resistentes a crises econômicas e ecológicas… a ideia é que cada sociedade use a criatividade para fazer a mudança.

 

E se seu condomínio te oferecesse ovos?

Agora, imagina que no seu prédio todo o farelo e arroz fosse para um lixo só? O condomínio poderia alimentar algumas galinhas, você pouparia algum dinheiro, sua sacola do mercado ia sair um pouco mais vazia. Se 50 prédios ao seu redor fizessem isso, talvez fosse um caminhão a menos circulando no seu bairro.

É só uma das idéias. Mas, se juntar várias pequenas idéias com esta estaríamos construindo cidades melhores. E se toda a água da sua descarga fosse irrigar um bosque?

Séria lindo não? Tornar o mundo mais bonito toda vez que você vai ao banheiro.

 

Please follow and like us:

Comments

  1. Oi!
    Esse seu post me lembrou de um banheiro compostavel que eu vi em uma casa de verao la na Finlandia. O negocio eh bem engenhoso, uma forma bem bacana de viabilizar a “casinha” de maneira confortavel. Fiquei pensando se teria uma maneira de ele ser instalado em apartamentos tambem, mas nao pesquisei o suficiente para ver se eles ja inventaram algo que sirva.
    Aqui o link: http://www.biolan.fi/english/default4.asp?active_page_id=108

    Beijo pros tres!
    Maira

  2. Author

    Legal mesmo essa casinha! Eu não sou especialista em banheiros orgânicos mas sei que a forma como todo o esgoto esta construído dificulta muito fazer grandes mudanças. Essas soluções independentes são mais fáceis de implementar. Quem sabe um dia quando tiver minha casinha eu consiga deixar o mundo mais florido a cada ida ao banheiro 🙂

    Bjão!

  3. Gente o blog de vcs é demais, já viajei muito trabalhando em um navio, mas vcs viveram experiências incríveis… que delicia isso… poxa super parabéns….

  4. Então é por isso que meu filho está sempre de cocoras antes de encher a fralda! Ele já sabe o que a mãe só descobriu agora ao ler o seu post…

Leave a Comment